Quem somos

Diversão

Como fazer playdates em casa com as crianças?

Diversão

Como fazer playdates em casa com as crianças?

Fim de ano chegando e as crianças já têm laços bem estabelecidos com vários amiguinhos da escola e do prédio. E aí chega a hora que elas pedem para levá-los em casa. Para quem está a fim de topar essa experiência, Stellar conversou com a estrela-convidada Nivea Sutter, CEO da AnimaTutti Eventos Temáticos e AnimaChá Eventos, especialista em recreação e lazer há 19 anos, que deu várias dicas incríveis aqui! Bora aproveitar tudo?

15/12/2022

O que fazer quando chega aquele momento da infância em que a criança insiste para trazer os amiguinhos da escola ou do prédio para brincar com ela? Alguns pais se arriscam a comunicar no grupo do whatsapp ou falar com outros pais de amiguinhos mais próximos sobre a vontade da criança. Essa é uma situação que pode ser muito bacana para fortalecer laços de amizade entre elas e até mesmo entre os adultos, mas por onde começar? Chamar todos os amigos ou não? E as brincadeiras?

São muitas as dúvidas que podem surgir e quem irá nos ajudar nessa missão é a Nivea Sutter, CEO da AnimaTutti Eventos Temáticos e AnimaChá Eventos, especialista em recreação e lazer há 19 anos. 

Regras básicas para uma boa experiência


1. Convide poucas crianças: a vontade até pode ser chamar a turminha toda da sala para casa, mas lembre-se: quanto mais crianças, maior terá que ser a atenção a todas elas e você pode não dar conta. Se quiser muito convidar todos os amigos, vale dividir em duas datas, por exemplo. 

2. Convide com antecedência: nada de avisar na segunda-feira que deseja reunir as crianças na sexta-feira em sua casa. Envie o convite com, no mínimo, 10 dias de antecedência para que a família da criança convidada se organize também.
3. Pergunte ao responsável pela criança se ela tem algum tipo de restrição: seja alergia a animais, restrição alimentar ou algum cuidado especial. Isso dará confiança aos pais da criança convidada e evitará algum tipo de transtorno mais grave. Já pensou a criança ter que sair da sua casa direto para o hospital por algo que comeu?

4. Monte um grupo no whatsapp com os pais: deixe claro que o grupo é exclusivo para o dia da reunião, envie ali o convite oficial, e no dia, mande fotos e vídeos das brincadeiras, hora do pic-nic e melhores momentos. Certamente isso trará tranquilidade aos pais, que não precisarão ligar ou ficar ansiosos pelo que está acontecendo.


5. Planeje a hora das refeições com alimentos que as crianças gostam de comer: pergunte às famílias quais são os alimentos favoritos da criança e se tiver algum cardápio em mente, coloque no grupo e veja se é ok para todos. 

6. Pense em uma reunião com duração máxima de 4 horas: esse é um tempo bom para  brincar, se alimentar e ficar com o gostinho de “quero mais” na criançada.

7. Faça junto com sua criança uma programação: nela deve conter aquilo que ela gostaria de fazer com os amigos. Isso a ajudará a ter uma aliada para “comandar” o playdate.

8. Divirta-se com eles! ?Acredite: ser a “tia” que brinca aproxima, leva confiança para as crianças e seu filho também irá amar.
9. Caso você precise de uma ajuda extra, uma opção é contratar recreação: ter uma equipe especializada para tomar conta das brincadeiras e dar aquela atenção especial à criançada pode ser uma boa pedida caso você ou algum familiar não possa estar o tempo todo envolvidos com as crianças. 

É hora da diversão!

Agora que falamos das regras básicas, é hora de pensar nas brincadeiras que podem ser feitas em casa sem grandes produções. “Brincadeiras simples, com motivações lúdicas do lazer podem ser feitas dentro de casa mesmo e costumam empolgar muito as crianças, que ficam bem envolvidas na diversão”, conta Nivea Sutter. 

Achou, senta!

Uma das crianças esconde um item previamente escolhido num local que possa ser visto (não vale esconder dentro de armários ou embaixo da cama, por exemplo). E aí quem encontrar fala no ouvido da pessoa que escondeu. Se estiver certo o local falado, a pessoa senta. Assim segue a brincadeira até a última criança encontrar o objeto. Veja aqui nesse vídeo como fazer.

Disputa do jogo da velha

Que tal um jogo da velha diferente? Para isso, desenhe um jogo da velha tradicional na folha de papel e depois duas crianças devem brincar fazendo os tradicionais círculo ou xis no desenho. A diferença é que cada criança terá uma garrafinha plástica com água, que deverá ser jogada e parar em pé para que o participante possa marcar o seu jogo da velha. É bem divertido para as crianças essas tentativas de manter a garrafa em pé para poder seguir com o jogo! Veja aqui nesse vídeo como fazer

Quero ver quem pega

A criançada não vai ficar parada com essa brincadeira que é pura diversão. Funciona assim: uma criança fica na frente das outras e diz: “quero ver quem pega”, o restante das crianças responde: “já peguei”… e aí entra em cena a criatividade do “comandante”, que vai completar a frase com o que vier em mente. Exemplos: Quero ver quem pega, já peguei…. a barriga do amigo, a sola dos pés, a pontinha da orelha… Não existe um campeão porque a ideia é justamente entrosar bem a criançada, estimulando sua criatividade. Veja aqui como fazer

Oficina de bilboquê

Lembra desse famoso brinquedo do Chaves? Pois é isso que será recriado junto com as crianças. Você vai precisar de: 

  • uma garrafa plástica;
  • fita crepe;
  • barbante;
  • tesoura;
  • durex colorido, tinta guache ou plástica;
  • uma folha de jornal ou revista.

Para criar o bilboquê, basta recortar a garrafa para criar uma espécie de funil, amassar a folha para criar uma bolinha e passar a fita crepe ao redor da bolinha para ficar firme. Em seguida, prenda o barbante à bolinha de papel, prenda a outra ponta do barbante na rosca da garrafa. Finalize com tinta ou durex colorido para decorar o bilboquê. Se as crianças forem maiores de 5 anos, elas mesmas podem criar seus brinquedos, seguindo os comandos do adulto responsável. Veja o passo a passo da oficina aqui

Caça as selfies

Que tal usar o celular de forma saudável? Essa brincadeira é sucesso garantido em todas as festas e com certeza irá fazer sucesso com a criançada. Dê o celular para a criança com a câmera aberta e peça para ela fazer uma selfie de careta, sentada no sofá, abraçando o amigo… vale usar a criatividade. Se tiver apenas um celular em casa, cada criança faz a selfie do comando dado pelo adulto e depois elas podem ver as fotos umas das outras! Se tiver mais de um aparelho, faça o rodízio conforme a demanda. É aquele momento que elas adoram e você não precisa ficar tão ativa na brincadeira. Dá até para sentar no sofá um pouco e descansar enquanto eles brincam alguns minutos. Ah, e se tiver impressora em casa, vale ainda imprimir as selfies e enviar como lembrança desse encontro à família da criança. Que tal? Veja aqui como fazer:

Dica bônus: Dê a oportunidade para que as crianças escolham as brincadeiras também. Pergunte a elas de quais brincadeiras gostam. Com certeza haverá uma ou outra que você desconhece e que elas amam! Esse momento de autonomia é super importante para o desenvolvimento delas e a diversão fica ainda melhor. Para encerrar o dia, assistir um desenho curto com pipoca é uma boa pedida. Tenho certeza que os pequenos vão querer voltar mais vezes à sua casa!

Gostou dessas dicas? Tem outras sugestões? Compartilhe com a Stellar no Instagram! Vamos adorar ver sua participação por lá!

compartilhe esse carinho

Você também vai gostar de ver

25/03/2024 • Designers

Organização, sustentabilidade e design: leve na mala os organizadores de roupas, brinquedos e acessórios.

ver artigo completo
20/03/2024 • Designers

Cosméticos em Barra Palma: zero resíduos e 100% ativos do Cerrado

ver artigo completo
02/03/2024 • Saúde e bem-estar

Por que o olfato e o paladar mudam durante a gestação?

ver artigo completo
29/02/2024 • Saúde e bem-estar

Dicas para uma introdução alimentar de qualidade

ver artigo completo
Ver mais publicações

Nossos temas favoritos

[optin-monster-inline slug="ecs7dujpozunqs1bing6"]

Desenvolvido por: