Quem somos

Diversão

Conheça a tradição de Cosme e Damião e Ibeji

Diversão

Conheça a tradição de Cosme e Damião e Ibeji

Setembro é mês de festa, fartura e alegria para muitas comunidades brasileiras! Conheça a tradição de Cosme e Damião e Ibeji.

21/09/2022

Setembro é mês de festa, fartura e alegria para muitas comunidades brasileiras! Em um ambiente colorido, alegre, cheio de comidas tradicionais e muitos doces para os pequenos, comemora-se no país o dia de Cosme e Damião ou Ibeji, a depender da tradição. Quem já foi a alguma dessas celebrações sabe que as crianças são mais do que bem-vindas, mas sim reverenciadas, em louvor à alegria, curiosidade, amor e saúde dos pequenos. Conheça mais sobre o que é a festa de Cosme e Damião e ideias para fazer a festa e celebrar o mês da brincadeira.

O que é a festa de Cosme e Damião?

Comemorada em todo o mês de setembro, porém com as datas de 26 e 27 para os católicos, a festa de Cosme e Damião, ocorre em homenagem aos irmãos gêmeos médicos que viveram há cerca de 2 mil anos na Ásia menor. Segundo as narrativas tradicionais, Cosme e Damião atendiam e curavam a comunidade, em especial as crianças, e não cobravam por isso. Em agradecimento, recebiam das famílias dos pequenos brinquedos e doces, o que caracterizou a celebração que os homenageiam.


No Brasil, a festa é tradicional e acontece em muitas comunidades católicas ao longo de setembro, enfeitando-se o espaço com muitas cores, músicas alegres e distribuindo às crianças doces (os famosos “saquinhos” de Cosme e Damião) e brinquedos.


Algumas famílias até hoje, ao lidar com situações de doença em crianças, fazem promessas aos santos, comprometendo-se a distribuir pelas ruas e comunidade doces para as crianças.

O que é a festa de Ibeji?

No sincretismo religioso, Cosme e Damião correspondem na umbanda, candomblé e outras religiões de matriz africana aos gêmeos Ibeji. O dia de celebração é 27 de setembro, dia dos erês, isto é, a criança que existe em cada um de nós. Segundo as narrativas ancestrais afro-brasileiras, Ibeji é divindade gêmea da vida, protetora dos gêmeos na mitologia iorubá, representando o princípio básico da dualidade da vida.


O animal tradicionalmente associado a Ibeji é o macaco colobo, uma linda espécie endêmica da África subsaariana. Esta espécie é acompanhada de grande mistério, visto que as fêmeas quando estão para parir afastam-se do bando, escondendo-se na floresta, apenas retornando com o filhote nas costas. O filhote de colobo é considerado a reencarnação de crianças gêmeas que morrem, sendo resgatado pela mãe colobo, devido ao seu comportamento peculiar.


Em muitas comunidades africanas, as crianças representam a certeza da continuidade da vida, por isso as famílias consideram seus filhos a maior riqueza que um ser humano pode ter. Desta maneira, celebrar Ibeji é um louvor à vida, à continuidade da família, à fartura e à saúde.


As festas tradicionais de Ibeji servem, entre outras comidas, o caruru, um prato típico de origem africana feito de quiabo cozido, acompanhado de dendê, carne, frango, camarão, acarajé ou abará. As festas são abertas ao público e encantam pela receptividade e fartura, mesmo a quem não é da casa. Ao final, as crianças recebem doces, acompanhados de cantigas alegres de celebração à alegria e saúde.

Ideias para festa de Cosme e Damião

E como alegria nunca é demais, caso queira aproveitar o mês de setembro e celebrar esta tradição na sua casa, é possível organizar uma reunião com as crianças e adultos de maneira simples, pois a ideia é estar junto com quem amamos, celebrando a saúde e companhia uns dos outros.


As cores de Cosme e Damião são o vermelho e o verde, portanto ela pode ser a base da decoração, porém todas cores são bem-vindas para tornar o ambiente convidativo à alegria. Em geral, as festas de Cosme e Damião são feitas com balões, toalhas de mesa coloridas, bolo e doces.

Se seu filho ainda não come açúcar, não vai deixar de celebrar por isso. Algumas famílias optam por substituir os “saquinhos” de Cosme e Damião cheios de doces industrializados por frutas secas (como uva passa, damasco e tâmaras) e castanha-de-caju ou amendoim.

O dia de celebração é 27 de setembro, dia dos erês, isto é, a criança que existe em cada um de nós.

É possível também incluir no cardápio o tradicional caruru, que é simples de fazer e bastante nutritivo: basta refogar cebola e pimentão no azeite de dendê, adicionando quiabo picado em rodelas pequenas (se não gostar daquela “baba” que o quiabo solta, deixei-o de molho antes com um pouco de água e vinagre). O quiabo cozinha rápido, cerca de dez minutos. Após cozido, acrescente camarão seco ou fresco, ou ainda carne ou frango e deixe cozinhar até estar no ponto desejado. O tempero vai a gosto da família, tradicionalmente usa-se sal e pimenta do reino.


Independente da tradição religiosa da família, é sempre bom reunir os amigos para celebrar a vida, a saúde e a fartura em nossos lares, fortalecendo a cultura popular e festas típicas do país. Além disso, para as crianças é importante conhecer narrativas tradicionais direcionadas especialmente ao seu imaginário, à proteção de seus cuidados e à garantia de seu jeito de ser: alegre, cheio de vida e amor.

compartilhe esse carinho

Você também vai gostar de ver

25/03/2024 • Designers

Organização, sustentabilidade e design: leve na mala os organizadores de roupas, brinquedos e acessórios.

ver artigo completo
20/03/2024 • Designers

Cosméticos em Barra Palma: zero resíduos e 100% ativos do Cerrado

ver artigo completo
02/03/2024 • Saúde e bem-estar

Por que o olfato e o paladar mudam durante a gestação?

ver artigo completo
29/02/2024 • Saúde e bem-estar

Dicas para uma introdução alimentar de qualidade

ver artigo completo
Ver mais publicações

Nossos temas favoritos

[optin-monster-inline slug="ecs7dujpozunqs1bing6"]

Desenvolvido por: